SAMU 192

NOTÍCIAS

22/12/2020

União qualifica 10 novas Ambulâncias do CONSAMU.

A Portaria 3.656 de 21 de dezembro de 2020, já publicada no Diário Oficial da União, qualificou mais 10 ambulâncias do Consórcio de Saúde dos Municípios do Oeste do Paraná - CONSAMU. As ambulâncias fazem parte da ampliação das bases, que foi amplamente discutida e aprovada por unanimidade em Assembleias do CONSAMU, com objetivo de diminuir o tempo de resposta no atendimento à população da área de abrangência do consórcio. Com esta ampliação, os 43 municípios que integram o CONSAMU passam a contar com 27 USBs (Unidades de Suporte Básico) e 08 USAs (Unidades de Suporte Avançado).

A USB de Cascavel iniciou as operações em 12 de agosto de 2019; a de Toledo em 27 de agosto de 2019. Em 14 outubro de 2019 entraram em operação as demais ambulâncias USBs de: Cafelândia, Catanduvas, São José das Palmeiras, Terra Roxa, Tupãssi, Vera Cruz do Oeste, Palotina e a USA de Santa Helena. 

No dia 20 de março deste ano, o Ministério da Saúde publicou a Portaria 455, habilitando as 08 USBs e as 02 USAs. 

O presidente do CONSAMU, Sr. Jucenir Leandro Stentzler, disse que recebeu com muita alegria a notícia da publicação das portarias. “Estivemos várias vezes em Brasília, em audiência no Ministério da Saúde, solicitando estas publicações. É um trabalho cada vez mais qualificado do CONSAMU onde o tempo de resposta diminui e possibilita às equipes de profissionais atenderem com mais rapidez e salvando mais vidas”.  

Stentzler ainda destacou o trabalho de toda bancada federal do Paraná, em especial a ação dos deputados José Carlos Schiavinatto e Ricardo Barros. “Queremos deixar registrado os nossos agradecimentos ao deputado Schiavinatto, que nos acompanhou em todas as audiências e, juntamente com sua equipe, sempre esteve à frente, batalhando para que as publicações acontecessem. Agradecemos também o deputado Ricardo Barros, líder do Governo pelo importante auxílio”, ressaltou o presidente do CONSAMU, estendendo o reconhecimento e agradecimentos aos senadores Alvaro Dias, Oriovisto Guimarães e Flávio Arns, que também contribuíram com esse trabalho.