Últimas Notícias

Custeio defasado e aumento nos custos preocupam Consamu
29/07/2021
Custeio defasado e aumento nos custos preocupam Consamu

Durante assembleia realizada nesta quarta-feira (28) em Cascavel, Prefeitos e Secretários Municipais de Saúde da área de abrangência do Consamu, traçaram estratégias para fazer frente às dificuldades financeiras impostas pela pandemia por conta do imenso aumento nos custos com a operação. A histórica defasagem no cumprimento das obrigações orçamentárias por parte da União e a não complementação do percentual financeiro para recomposição dos custos por parte do Estado, causam grande preocupação nos Prefeitos integrantes do Consórcio. Desde 2020 têm ocorrido substanciais aumentos nas despesas operacionais em decorrência da pandemia. Tais compromissos vêm sendo honrados pelas 43 prefeituras associadas. Pesa nesta conta também a necessidade de reajustar os vencimentos dos colaboradores da instituição, que reivindicam aumentos salariais compatíveis com os índices inflacionários e suas necessidades. A composição financeira do Consamu, cuja implantação data de 2013, segue o modelo tripartite, que em sua concepção prevê o custeio da seguinte forma: 50% recursos da União, 25% recursos do Governo do Estado e 25% recursos dos municípios associados. Hoje, essa configuração não corresponde à proposta orçamentária original. As planilhas atuais apresentam os seguintes parâmetros: União 27,23%, Estado 24,51% e municípios com a maior fatia do bolo, 48,26%. “Essa distorção afeta o equilíbrio econômico das administrações municipais, bem como compromete ações, como investimentos e coloca em risco os limites prudenciais no que se refere a despesas com folha de pagamento, inviabilizando ações pré-programadas”, destaca o prefeito de Palotina e presidente do Consamu, Luiz Ernesto de Giacometti. “Os municípios estão nos seus limites e não suportam mais bancar despesas que não são de sua competência e obrigação. Diante disso, vamos enviar moções junto à Secretaria Estadual da Saúde, ao Ministério da Saúde, a entidades municipalistas e deputados estaduais e federais, expondo essa preocupante situação, que não é um problema enfrentado apenas pelo Consamu Oeste, mas também por outros Samus do Paraná e do País”, destaca Giacometti.  

Presidente do Consamu recepciona Beto Preto em evento com prefeitos
21/07/2021
Presidente do Consamu recepciona Beto Preto em evento com prefeitos

O prefeito de Palotina e presidente do Consamu, Luiz Ernesto de Giacometti, participou na manhã desta quarta-feira (21) de reunião presencial com o secretário estadual de Saúde, Beto Preto, na sede da Amop, em Cascavel. Ao lado de outras autoridades, como o secretário estadual de Agricultura, Norberto Ortigara e do presidente da Amop e vice-presidente do Consamu, Leonaldo Paranhos, Giacometti compôs a mesa de honra e ouviu explanação sobre demandas de saúde envolvendo os municípios da região Oeste.  Beto Preto falou sobre temas ligados à pandemia, como a presença no Paraná de novas variantes da doença, a necessidade da manutenção de campanhas de vacinação, uma ação de vacinação específica para funcionários de frigoríficos (em parceria com a Seab) e outros assuntos. Disse ainda que, apesar da redução nas taxas de ocupação de UTIs nos hospitais, não é possível relaxar quanto aos cuidados que todos devem ter em relação aos protocolos de distanciamento social, higiene e vacinação.  “Com a ajuda de todos, o Paraná vai vencer a pandemia. Em breve estaremos com 70% da população imunizada com pelo menos a primeira dose, o que é uma grande conquista. Mas não podemos relaxar. As pessoas precisam ter a consciência de que a segunda dose gera uma imunização mais efetiva. Neste sentido, as prefeituras, através das Secretarias Municipais de Saúde, precisam fazer a sua parte, mobilizando a população para que compareça ao local de vacinação e colabore com o fortalecimento das campanhas”.  

Aeromédico é acionado em acidente grave na PR - 317
16/07/2021
Aeromédico é acionado em acidente grave na PR - 317

  Um grave acidente de trânsito foi registrado, no início da tarde desta sexta-feira (16), na PR - 317 entre São José das Palmeiras e Ouro Verde do Oeste. O acidente envolveu um caminhão guindaste que transportava outro caminhão. O condutor do caminhão morreu no local. O ajudante foi levado de helicóptero para o hospital.    A equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), aeromédico, Unidade de Suporte Básico de Santa Helena e Corpo de Bombeiros de Toledo foram acionadas para atender a ocorrência. Foram 75 minutos de atendimento com a vítima nas ferragens, em estado grave.    Segundo informações de populares, o caminhão fazia a curva acentuada, próximo a ponte do Rio Santa Quitéria, quando perdeu o controle da direção e o caminhão foi parar em um barranco. Logo em seguida o outro caminhão que estava em cima foi lançado para fora da carroceria. 

COVID  Pela 1ª vez no ano, Central de Leitos não tem fila de espera
12/07/2021
COVID Pela 1ª vez no ano, Central de Leitos não tem fila de espera

Pela primeira vez em 2021, a Central de Leitos do Consamu não registrou fila de espera, sinal de que as campanhas de vacinação contra a covid 19 e as campanhas de incentivo ao distanciamento social e higienização corporal vêm começando a apresentar resultados positivos. Os dados referem-se à Macrorregião Oeste e foram coletados neste fim de semana. A Macrorregião é composta pela 10ª Regional de Saúde (Cascavel), 20ª Regional de Saúde (Toledo), 9ª Regional de Saúde (Foz do Iguaçu), 8ª Regional de Saúde (Francisco Beltrão) e 7ª Regional de Saúde (Pato Branco), totalizando 94 municípios. “A fila de espera está zerada, embora os leitos de UTI estão com 90% a 100% de ocupação e os leitos de enfermaria estão com aproximadamente 50% de ocupação. Isso significa que não podemos afrouxar os cuidados e devemos nos manter sempre vigilantes, usando máscaras faciais, evitando aglomerações e contato físico direto com outras pessoas e cientes de que a pandemia ainda está longe do fim”, destaca o doutor Fernando Chiavelli Sonomiya, diretor médico da Central de Regulação Macro-Oeste do Consamu.  

Estatísticas apontam redução nos atendimentos da covid 19
08/07/2021
Estatísticas apontam redução nos atendimentos da covid 19

A quantidade de ocorrências covid 19 atendidas pelo Samu tem apresentado tendência de  queda, após período de constantes altas nas médias verificadas durante os meses de abril e maio. É o que aponta relatório que o Consamu divulgou nesta quinta-feira (1º), após o encerramento do mês de junho, considerado o segundo mês mais crítico desde o início da pandemia, perdendo apenas para o mês de março deste ano.  Os números mostram que junho de 2021 apresentou um total de 1.018 ocorrências desta natureza, contra 949 no mês de maio. Em abril, foram 626 atendimentos. Março, mês do maior pico, registrou 1.022 atendimentos, uma disparada em relação a fevereiro, quando foram registrados 425 atendimentos.    Na média diária, o dia de maior demanda operacional foi 28 de maio, com 42 casos, seguido por 9 de junho, com 40 casos. Mesmo com várias oscilações, a tabela de casos diários aponta queda constante desde o dia 27 de junho, quando 34 casos foram registrados. No dia 30 de junho, foram 29 casos.  

MÉDICOS E ENFERMEIROS : Treinamento capacita 100% a operações aeromédicas
23/06/2021
MÉDICOS E ENFERMEIROS : Treinamento capacita 100% a operações aeromédicas

Todos os médicos e enfermeiros do Consamu que participaram do curso de "Operador de Suporte Médico - Capacitação em Resgate e Transporte Aeromédico" foram aprovados, como exigência de legislação específica da ANAC, a RBAC-90. O curso foi realizado pela Secretaria Estadual de Saúde do Paraná, em parceria com a Evoluigi Treinamento e Desenvolvimento, iniciado no dia 20 de abril, com carga teórica de 42 horas-aula e carga prática de 12 horas-aula.  Na grade curricular constam instruções sobre Legislação Especial, formação e capacitação das equipes aeromédicas - Legislação Especial, formação e capacitação das equipes aeromédicas, com a médica Michele Grippa; Direito Aeronáutico e noções de Aeronáutica - Direito Aeronáutico aplicado para as operações aeromédicas e noções de aeronáutica, com o piloto Eduardo Beni; Regulação da Aviação Civil e Operações Aeromédicas - Regulação da Aviação Civil, RBAC 90, SGSO, gerenciamento de riscos e identificação de perigos, com o piloto Marcelo Guerrante; Segurança operacional nas operações aeromédicas - Segurança operacional envolvendo os aspectos do voo nas operações aeromédicas, com o piloto Marcelo Guerrante e Sobrevivência na selva e/ou no mar - Sobrevivência na selva e/ou no mar, evacuação de emergência e uso de equipamentos e técnicas especiais, com o professor Segalla.  E ainda: Fisiologia de voo - Noções básicas de fisiologia de voo conforme Portaria Nº 2048/2002 do Ministério da Saúde, com o professor Segalla; Segurança operacional das equipes de saúde e dos pacientes - Segurança operacional das equipes de saúde e dos pacientes durante as operações aeromédicas, com a médica Michele Grippa; Regulação Médica e Infraestrutura Hospitalar - Regulação médica e infraestrutura hospitalar relacionadas às operações aeromédicas, com o médico Marcos Bitencourt e  Transporte aeromédico adulto, pediátrico e neonatal - Noções gerais para o transporte aeromédico adulto, pediátrico e neonatal; e termo de consentimento, com o médico Marcos Bitencourt.  Complementando a grade: Biossegurança, EPI, POP/SOP e Checklist Aeromédico - Biossegurança (patógenos, prevenção e controle) e EPI - POP/SOP e checklist de equipamentos e insumos embarcados, com a enfermeira Mileni de Camargo;  Gerenciamento de Recurso Humanos e Organizacionais Gerenciamento de Recurso Humanos e Organizacionais (CHRM) - Trabalho em equipe/liderança e exercício prático de trabalho em equipe, com a professora Bettyna Beni; Novas tecnologias para o serviço aeromédico - Novas tecnologias, equipamentos e insumos para emprego nas operações aeromédicas, com o médico Maurício Lemos; Estudos de Caso Clínico e Operacional - Estudos de caso prático de operação aeromédica envolvendo o paciente, a operação, a aeronave e o ambiente, com o médico Maurício Lemos e os professores Eduardo Beni e Bettyna Beni.